Notas sobre o funcionamento do site

Voltar à disposição inicial da página.

Restaurar

barra login

Deutsche Bank: Escândalos e maus resultados levam à demissão dos “patrões”


Maus resultados e escândalos em rajada (falsos testemunhos, manipulação de taxas, branqueamento de capitais…) levaram à demissão, neste domingo, dos “patrões” do Deutsche Bank, o maior banco privado alemão, Jürgen Fitschen e Anshu Jain. A demissão (só aparentemente inesperada) foi muito bem recebida pelos accionistas que tinham perdido a confiança na equipa dirigente do banco, tanto para alcançar bons resultados como para tirar o Deutsche Bank de um quadro de práticas – digamos – obscuras…

O Deutsche Bank foi, recentemente, de novo multado em 2,25 mil milhões de dólares por “manipulação das taxas” e acaba de ver a sua actividade na Rússia ser objecto da abertura de um inquérito judicial, por suspeitas de branqueamento de capitais, estando em causa 6 mil milhões de dólares, num período de 4 anos. O próprio Jürgen Fitschen arrisca ser condenado a pena de prisão por “falso testemunho” num caso mais antigo…

John Cryan, 54 anos, ex-director financeiro do banco suíço UBS e até agora membro do conselho de vigilância do Deutsche Bank, foi imediatamente anunciado como o nome escolhido para substituir os demitidos.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Posts relacionados:

Deixe um Comentário

 


Compression Plugin made by Web Hosting